Visite 9 lugares icônicos do mundo sem sair de casa

O período da quarentena imposto por governantes do mundo todo para evitar a transmissão do coronavírus obriga muitos lugares públicos a se manterem fechados pelas próximas semanas. Para garantir a experiência de visitantes durante o período, renomados museus, galerias e parques internacionais têm oferecido tours virtuais gratuitos em suas plataformas, como mostra o Washington Post.

Confira os destaques da programação na França, Itália, Holanda, China, Estados Unidos e Inglaterra:

1- Museu do Louvre – Paris / França

louvre

O museu mais visitado do mundo traz uma Coleção de Antiguidades Egípcias, com representações e pergaminhos que remontam 3 mil anos a.C.

Além disso, o turista virtual também pode transitar pelo subsolo do Louvre, que mantém suas construções originais, datadas de 1190.

2- Capela Sistina – Roma / Itália

capela sistina

O país europeu mais agredido pelo COVID-19 é também o que abriga os mais importantes museus do mundo.

Visita obrigatória em Roma, a Capela Sistina se coloca à disposição virtual para mostrar seus afrescos, dentre eles, o famoso O Último Julgamento, do pintor Michelangelo.

3- Galleria Delle Uffizi – Florença / Itália

matteo-lezzi-Ae-ZPRO-Bk4-unsplash

Um dos mais antigos museus do mundo propõe, a seus visitantes virtuais, exposições especiais durante o período da quarentena.

São mais de 10 atrações clássicas e contemporâneas, cujos destaques são:

Entre Humano e Divino: Cimabue e a Maestria da Santa Trindade, com pinturas do final do século 13 e início do século 14 assinadas pelos três maiores mestres da época: Duccio, Cimabue e Giotto;

Sobre a Luz de Traiano, com peças raras da época do reinado do imperador Traiano, no século 1.

Olhares do Mundo, mostra que acolhe variadas interpretações de obras da Galleria vindas dos mais diversos cantos do planeta.

4-  Van Gogh Museu – Amsterdam / Holanda

jean-carlo-emer-JLByKVtlD9o-unsplash

O museu dedicado a um dos mais célebres pintores holandeses, Vincent Van Gogh, abriga a maior coleção mundial de suas obras: são 600 pinturas e 700 cartas.

No tour virtual é possível admirar Os Girassóis e A Casa Amarela.

5-  Guggenheim Museum – Nova Iorque / Estados Unidos

gen-press-guggenheim-foundation-image-3

O museu em homenagem a Solomon Robert Guggenheim Museum oferece visitas virtuais por suas galerias através de uma parceria com o Google Artes & Cultura.

Através do passeio virtual, o internauta confere a arquitetura icônica do museu e viaja por sua proposta de design inovador.

6- Muralha da China – Dandong ao Lago Lop / China

muralha

Com mais de 2 mil anos de construção, a mais extensa muralha do mundo impressiona com seus 8.850 quilômetros em formato de arco no norte da China.

7- Parque Nacional de Yellowstone – Wyoming, Montana e Idaho / Estados Unidos

yellowstone

Situado no topo de um posto vulcânico, o Parque de Yellowstone é famoso por suas vistas deslumbrantes e marcas geológicas históricas. O passeio pelo website do parque caminha com o visitante por cânions, águas termais e gêiseres, sendo o mais famoso Old Faithful.

8- Yosemite Nacional Park – Serra Nevada / Estados Unidos

Yosemite

O Washington Post informa que algumas partes do parque ainda estão abertas. Porém, a Organização Mundial de Saúde não recomenda os contatos físicos sociais neste período onde a quarentena é a indicada. A visita pelo parque pode ser feita perfeitamente por sua página na internet.

O turista virtual pode conferir suas sequóias antigas e gigantescas no Bosque das Mariposas, como também pode se maravilhar com a dimensão do Glaciar Point, o lugar mais visitado do parque.

9-  British Museum – Londres / Inglaterra

british

O mais antigo museu público nacional tem batido recordes de visitas virtuais durante a quarentena na capital britânica.

Assim como o Guggenheim de Nova Iorque, a instituição também mantém parceria com o Google Artes & Cultura para oferecer o tour virtual.

Pelas salas do museu, os visitantes apreciam múmias egípcias, esculturas do Partenon e a Pedra de Rosetta, o objeto mais visitado do acervo.

Sobre o autor

Deixe um comentário

*