default-logo

Falar de Mendoza é falar de um lugar muito especial para mim. Vou regularmente a Mendoza desde 1989. Nos últimos anos, com minha dedicação ao mundo da sommelheria e da enogastronomia ,minhas viagens se intensificaram cada vez mais. Dessa última vez, fui com um grupo de amigos, que tive o prazer de ciceronear por 5 dias. O grupo foi formado por 5 pessoas e foi uma experiência fantástica, a melhor que tive em todos esses 19 anos que lá estive.

Os amigos ficaram no Hotel Hyatt (no centro da cidade), e eu em um apartamento que fico regularmente e pago uma diária de R$ 120,00 para duas pessoas com todo equipamento de casa, inclusive Net Flix na TV, mas para quê, estando em Mendoza…?

Resolvi dividir a viagens “por partes” para que a leitura seja mais dinâmica , bem como  fiz minha avaliação por “taças”, sendo de 0 a 5!

O dia 1 foi no Vale do Uco, Vinícola Pedra Infinita, da família Zuccardi. O Novo empreendimento da família é capitaneado por Sebastian Zuccardi, filho do Patriarca da Família, D. José Alberto Zuccardi.

zuccardi
A região é conhecida como a mais nova região de expansão vitícola de Mendoza, pois sempre se acreditou que essa fosse incapaz de produzir vinhos de qualidade. Para terem uma idéia estimava-se que cerca de 300 caminhões de pedra poderiam ser retirados para que área pudesse ser capaz de abrigar a Bodega. E Dom José diz que parou de contar após o milésimo caminhão, assim você pode ter uma idéia de quanto o lugar é inóspito.

A vinícola deu certo! Após anos de trabalho e de grande soma de capital investido, o projeto foi executado e concluído, tendo ganho em 2017, uma premiação do melhor projeto arquitetônico de vinícolas do mundo .

Dotado de um complexo muito moderno, a bodega conta com o que de mais sofisticado possa haver no mundo dos vinhos. Se você desejar provar um vinho elaborado de forma moderna, com tecnologia avançada e com conservação dos padrões da tradição mendocina , esse é o lugar.

mendoza_2
Com o sistema de piletas ( reservatórios) em concreto e em formato de casulo, os vinhos são elaborados com a menor mecanização possível e sem agregar nada de madeira ao produto. O vinho na sua essência. Um projeto arquitetônico que contempla a luz natural e a dinâmica de aproveitamento dos recursos naturais da área.

Os vinhos são de qualidade ímpar, e como não passam em madeira , a textura é magra deixando os vinhos nitidamente elegantes, sem o peso dos tradicionais argentinos madeirados. Os taninos são marcantes e com as características calcárias pertinentes ao Terroir.

menoza_alexandre
mendoza_pedra
O nome “Pedra Infinita”, vêm de uma pedra enorme encontrada no lugar ( ver foto ) e que fizeram questão de preservar no local e marcar como “pedra fundamental” do lugar. Quem quiser pode almoçar no lugar, não esqueça de fazer uma reserva.

Como chegar:

O Vale do Uco fica a cerca de 1h de carro do centro de Mendoza e deve ir com translado de alguma empresa, para não se perder,  ou com seu próprio carro, mas leve GPS. Não recomendo ir com eu próprio carro, afinal você irá para degustar bons vinhos!!

Notas:

Lugar: 5 taças

Vinhos: 4 taças

Total: 4,5 taças


Embaixador Birdymee, sociólogo, sommelier e proprietário da Bendito Vinho.

[email protected]

(11) 99617-3909