default-logo

Ministério do Turismo aposta em programa com práticas de biossegurança

selo

Na última sexta-feira (8), Dia Nacional do Turismo, o Ministério do Turismo (MTur) lançou o selo “Turista Protegido”, com foco em biossegurança. Trata-se da primeira etapa do programa que criará protocolos de segurança sanitária e de boas práticas para cada um dos segmentos do turismo. O objetivo é minimizar os impactos da pandemia do Covid-19 e preparar o setor para um retorno gradual às atividades.

Ao todo, estão previstos 16 protocolos de boas práticas, que estarão alinhados com as especificidades de cada segmento, como hospedagem, agências de turismo, locadoras de veículos, transportadoras, parques temáticos, casas de espetáculo, guias de turismo.  O MTur informa que as orientações para cada área serão divulgadas nos próximos dias.

O selo estará vinculado ao Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). O MTur esclarece ainda que “os estabelecimentos precisam estar cientes e orientar os turistas sobre como cumprir as precauções básicas de prevenção ao coronavírus, incluindo os procedimentos básicos de assepsia, monitoramento diário para avaliação da febre, verificação de tosse ou dificuldade em respirar, cumprimento as orientações do Ministério da Saúde para limpeza de superfícies e tratamento de roupa nos estabelecimentos”.

A medida busca qualificar o setor turístico com informação sobre as medidas de higiene e limpeza adotadas pelos estabelecimentos e, também, promover o país como um destino turístico protegido e preocupado em oferecer cuidados aos seus visitantes nacionais e internacionais.

 

 

Fonte: Ministério do Turismo

Deixe um comentário

*