Destinos importantes do país lançam campanhas “nos visitem depois”

Para evitar que a pandemia do COVID-19 se alastre e contamine a população local, destinos turísticos importantes no país têm lançado campanhas que pedem para que os turistas os “visitem depois“.

rio araguaia
Férias no Rio Araguaia em julho estão canceladas por decreto do Governo de Goiás devido ao Covid-19 / Crédito: Pousada Estrada do Sol

É o caso da região do Rio Araguaia, tradicional roteiro das férias escolares de julho de visitantes oriundos, principalmente, do Centro-Oeste brasileiro. A agência de notícias Goiás Turismo informou neste domingo (28) que a partir do dia 1º do próximo mês entra em vigor o decreto  9674/2020, que cancelou a temporada de férias no Rio Araguaia para evitar aglomerações na parte turística do rio, evitando assim, o contato das populações ribeirinhas, indígenas e comunidades vulneráveis com o vírus. Haverá multas para quem desrespeitar as determinações.

Com a campanha “Não Venham Pra Chapada” no ar desde o início de junho nas redes sociais, os administradores da principal página de divulgação turística da Chapada dos Veadeiros, no norte goiano, também apelam para que os turistas não procurem o local enquanto a pandemia perdurar. “Por enquanto até segunda ordem o pedido é que não venham pra cá. É difícil essa afirmação pela quantidade de pessoas que dependem do turismo nesse nosso paraíso. Os municípios da região tem muitos idosos (SIC). Não tem UTI e respiradores para atender a demanda (SIC)“, justifica o post publicado no perfil @ChapadaDosVeadeiros no Instagram.

campanha não venham pra chapada
Municípios da Chapada dos Veadeiros afirmam não terem recursos suficientes para a demanda da pandemia Crédito: Reprodução Instagram

Na mesma linha, em Minas Gerais, a prefeitura de Ouro Preto e empresários da Serra do Caparaó também alegaram a contenção do coronavírus entre seus moradores durante campanha “visite depois“, realizada no feriado de Corpus Christi, no último dia 11.

“Chegará um novo tempo onde poderemos celebrar a vida respirando o ar puro das montanhas de Pedra Menina. Mas, enquanto isso, fica em casa”, traz publicidade no Caparaó.

Já a diretora municipal de Turismo de Ouro Preto, Lavínia Viana, reforçou, em matéria publicada no portal G1 em 11 de junho, que apesar da importância do feriado para a cidade histórica, a saúde da população é a prioridade.

O Corpus Christi é muito esperado pelo setor do turismo, sem dúvidas. A ocupação hoteleira sempre esteve alta durante esse feriado, principalmente quando ele se prolonga pelo final de semana, como será neste ano. Mas para este ano, o município segue com a campanha de não nos visitarem neste momento por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus”, afirmou Viana ao G1.

Sobre o autor

Deixe um comentário

*